Entrega de email marketing

Precisamos nos preocupar em fornecer um conteúdo interessante para nossos contatos quando criamos uma campanha de e-mail marketing. Porém nada adianta ter todo esse esforço se as suas mensagens não chegam até os destinatários. Uma grande confusão existe quando se fala em entrega e entregabilidade. Você sabe a diferença entre essas duas palavras?

Veremos exatamente o que cada um desses conceitos tão confundidos entre os profissionais de marketing significa. E entenderemos também como esse conhecimento pode ajudar os seus e-mails a alcançarem a caixa de entrada.

O QUE É ENTREGA?

A entrega se refere à capacidade de os seus e-mails chegarem ao provedor (Gmail, Outlook, Yahoo! etc.) do seu cliente sem sofrer nenhum tipo de erro ou bloqueio. Um endereço inexistente ou uma caixa de entrada cheia são alguns dos erros que podem acontecer.

Se uma campanha tem taxa de entrega de 100%, por exemplo, quer dizer que todos os e-mails enviados chegaram aos provedores de destino.

Entretanto, essa informação não nos diz, exatamente, para onde os provedores direcionaram esses e-mails. Eles podem ter chegado na caixa de entrada, mas também há o risco de irem para a caixa de spam.

Por isso, não se iluda quando você ver uma Taxa de Entrega de 99,9% na sua ferramenta de e-mail marketing. Isso significa apenas que o provedor aceitou quase todas as mensagens, mas não diz nada sobre o destino final delas (Caixa de Entrada ou Spam).

O QUE É ENTREGABILIDADE?

Já a entregabilidade está relacionada à capacidade de os seus e-mails alcançarem a caixa de entrada dos seus clientes. Isso requer uma série de boas práticas, que vão desde estratégias para ajudar a aumentar o engajamento dos leitores com as suas mensagens eletrônicas até autenticações no DNS e na ferramenta de e-mail marketing.

Acompanhe abaixo algumas iniciativas que ajudam a melhorar a entregabilidade:

  • Conteúdo de qualidade: construir um conteúdo relevante e apropriado para a sua audiência também influencia na entregabilidade. Se você usar linhas de assunto mal formuladas e com todas as letras maiúsculas, incluir diversos pontos de exclamação, excesso de links e uma formatação estranha, os leitores dificilmente engajarão com a campanha. Um baixo engajamento significa menor reputação junto ao seu domínio, o que dificulta a entrega na caixa de entrada.
  • Segmentação: enviar campanhas direcionadas a grupos de suas listas certamente irá gerar maior engajamento, através de mais aberturas e mais cliques. Obtendo maior engajamento, o provedor lhe atribuirá uma maior reputação de remetente, o que aumentará suas chances de entregar na caixa de entrada no futuro.
  • Autenticações: faça no DNS do seu domínio as configurações que envolvem aspectos técnicos de autenticação, como SPF, DKIM e DMARC. Isso ajuda a reduzir o risco de o provedor considerar sua mensagem indesejada.
  • Reputação do remetente: a reputação é, basicamente, um indicador que os provedores de e-mail utilizam para definir se você é relevante para os destinatários ou não. Eles conseguem chegar a essa conclusão de acordo com métricas como o número de aberturas, volume de mensagens, frequência de envios, e-mails inexistentes e reclamações de spam, dentre outras.

QUAIS OS BENEFÍCIOS DA ENTREGABILIDADE?

O principal benefício de evoluir a entregabilidade é aumentar o alcance das suas campanhas, visto que mais pessoas visualizarão suas mensagens.

Com mais pessoas visualizando, você terá mais aberturas e, assim, poderá também obter mais cliques para o site. Com mais pessoas indo para o seu site, aumentam as chances de gerar mais vendas.

Portanto, a entregabilidade está diretamente relacionada com vendas! Já a entrega pouco nos diz em relação às vendas. Percebe a diferença?

Esperamos que tenha aprendido de uma vez por todas a diferença entre entrega e entregabilidade!

Se gostou desse artigo compartilhe em suas redes sociais, ajude outros a ficarem por dentro das nossas novidades, com dicas e conteúdo especializado em e-mail marketing!

Recommended Posts