Growth Hacking é uma estratégia que todo gestor deve conhecer, afinal, ela busca promover um crescimento massivo nos negócios em um curto período de tempo.

Muitas empresas buscam conhecer e compreender esse conceito para aplicá-lo, O Growth Hacking está na moda.

Queremos deixar claro que, a grande sacada do Growth Hacking é a forma de pensar. O Growth Hacking vem crescendo exponencialmente, muitos negócios estão buscando aplicar seus conceitos, o potencial é vasto, estudos analíticos sobre o Marketing são a principal ferramenta de expansão de negócios na atualidade, para fazer growth hacking é necessário um time de especialistas.

Além de gerenciar as ferramentas de Marketing tradicionais e as online, as estratégias online ditam as regras, o Marketing Digital atuam como estratégia principal de relacionamento com o cliente, com o Marketing Digital, é possível crescer continuamente e trazer ganhos exponenciais.

O profissional de growth desenvolve a estratégia de Marketing mais apropriada para o crescimento de uma determinada operação ou parte do todo, o termo foi cunhado em 2010 por Sean Ellis, especialista em Marketing Digital e fundador do site GrowthHackers.com, Ellis afirma que o Growth Hacking deve rodar um número mínimo de testes semanalmente e “está mais ligado a processos do que a táticas específicas”.

Hoje em dia existem vastos materiais na internet sobre como potencializar vendas, como aumentar o faturamento, alcançar maior quantidade de seguidores para os perfis das empresas, o ponto é que esses tutoriais vão ao máximo de dicas, muitos tópicos explorados, porém isso não é o bastante quando se tem como objetivo crescimento expressivo e consolide em menos tempo. Frase feita: “Caminhos iguais tendem a levar a resultados idênticos”, mas quando uma estratégia é testada e obtém sucesso, os dados tendem a levar a tese a ser utilizada à exaustão.

A regra básica do Growth Hacking é proporcionar uma estratégia única e personalizada, avaliar a situação real e os objetivos pretendidos em determinada operação e testar e utilizar as ferramentas de Marketing da melhor forma possível, sempre visando crescimento acelerado e vendas na mesma cadência. 

Mentalidade de Growth Hacking

Serve para qualquer empresa que queira se atualizar e criar benefícios de pensar e agir dessa forma, capacitando a evolução da organização.

  • Para empresas organizando seus processos da operação: Usa-se a mentalidade de growth para conhecer, saber o que fazer, quais e quantos recursos investir e qual visão ampla de futuro acerca de cada processo.

  • Para empresas estruturando com operação rodando: Como a empresa já possui seus principais processos rodando, e é natural ter dúvidas sobre criar novos processos ou melhorar os processos existentes, é aconselhável que a mentalidade de growth ajude o time a conhecer e corrigir os caminhos a seguir.

  • Para empresas estruturadas:  Nesse momento como já possuem processos estruturados e estão em busca de mais eficiência em todos deles, é indispensável a mentalidade de growth para potencializar o uso de recursos.

Na prática como implementar o Growth Hacking?

Não existe um consenso sobre qual o melhor formato, aqui segue um racional prático para que você entenda como o processo se desenvolve:

1- Você deve detectar o ponto principal em casa situação;

2- Pensar em melhorias para sanar o problema, priorizando as melhores ideias;

3- Focar em qual a forma mais simples de testar a ideia e colocá-la em prática;

4-Ter em mente que o sucesso ou fracasso da ideia fará você aprender mais;

5- A partir do resultado do experimento, fazer novos testes.

Parece fácil e talvez a teoria seja simples, porém no Growth Hacking o desafio é a implementação, é preciso ter a disciplina necessária para a realização dos testes.

Observando as empresas iniciantes que conseguem crescer muito e rapidamente, é possível compreender o que acontece na prática destas organizações:

  • São empresas que testam estratégias de marketing inovadoras, não seguem o marketing tradicional;

  • Formações multidisciplinares no time dedicado de Growth Hacking. As equipes contam com profissionais vindos de diferentes áreas, científicos, analíticos e até criativos.

  • O ponto chave é a análise de dados, realmente é o que importa. Experimentar, testar, não se trata de achismo, é preciso trabalhar de forma eficiente com informações reais.

  • Os processos de implementação são bem estruturados. Há um passo a passo claro e organizado.

Ferramentas e Hacks

Imprescindível trabalhar com ferramentas pelas seguintes questões:

  • Agiliza o tempo;
  • Autonomia do time;
  • Poucos gastos (quase todas oferecem versões gratuitas ou acessíveis).

Há 4 tipos de ferramentas que são indispensáveis:

  • Analytics;
  • Entender o comportamento do visitante;
  • Pop-up/coletor de emails;
  • Testes A/B


Onde busco mais informações sobre Growth Hacking?

Uma das maiores referências é o blog do Neil Patel, diversos artigos sobre o tema e também disponibilizados em cinco idiomas diferentes.

No Brasil as maiores referências são a Rock Content e a Resultados Digitais e estão no ápice do conhecimento e são grandes expoentes do Growth Hacking.

Prontos para a Jornada de Crescimento de seus resultados?

Growth Hacking ganhou muita força desde que foi pensado, desenvolvido e divulgado, como estratégia é uma poderosa ferramenta para desenvolver as empresas e marcas em tempo recorde.

A metodologia nada mais é do que um conjunto de técnicas, que por si só não são novidade, mas, quando juntas, são capazes de alavancar o crescimento.

O trabalho duro da tentativa e erro, até achar as melhores soluções, é o “milagre” que vai garantir que a sua empresa alcance suas metas.

O perfil do profissional precisa ter conhecimento amplo de tecnologia, empreendedorismo, TI e até mesmo engenharia, claro que conhecimentos de Marketing são o quesito básico.

Sempre se começa com um bom planejamento e uma estrutura com processos bem definidos, sendo capaz de realizar os experimentos em pequena escala, mas também de promover o crescimento que se almeja alcançar.

Tendo isso tudo acima, é importante contar com uma boa comunicação, que possibilite ouvir e entender a experiência do cliente e também a prática cotidiana do funcionário que atua diretamente na produção, é com isso que vão surgir as ideias capazes de gerar a inovação necessária.

Analisar, analisar e analisar as informações que chegam, seja pelas métricas ou retornos de processos, pois é aí que se consegue determinar o sucesso ou o fracasso dos experimentos feitos, teste rápido, erre rápido e conserte rápido.

Seja em uma startup ou em uma grande empresa, para um negócio novo ou consolidado, o empreendedor que apostar em estratégias de Growth Hacking só tem a ganhar em excelência e otimização dos resultados.

Restou alguma dúvida ou gostaria de opinar sobre o tema? Deixe um comentário!

Recommended Posts