Original Publicado por TrackCash

Você já ouviu falar sobre Conciliação Bancária? Essa é uma das etapas de gestão mais importantes para qualquer empresa que prioriza seu controle financeiro.

O que é Conciliação Bancária?

A Conciliação Bancária nada mais é do que a comparação entre o saldo de uma conta bancária e todas as informações externas. Essa é uma prática essencial que as empresas ainda tendem a deixar de lado para focar em detalhes que aparentemente darão resultado imediato.

Porém, principalmente para empresas que recebem pagamentos por meio de cartões de crédito e débito e boletos bancários, fazer essa a conciliação é de extrema importância para ajudar nos setores financeiro e contábil.

Ao vender através dos meios citados acima, é preciso sempre manter um controle próximo para que a empresa tenha uma gestão financeira funcional.

Por que fazer a Conciliação?

O principal benefício da conciliação bancária é a identificação de divergências nos valores dessas operações. É importante que a empresa tenha controle dos lançamentos realizados em sua conta bancária.

Pode parecer inicialmente que se tratam de divergências talvez insignificantes, mas ao longo prazo é algo que pode afetar seriamente sua empresa.

Além disso, esse processo é essencial para identificar fraudes internas, cheques recebidos como pagamento não descontados, dinheiro não depositado, e qualquer outro detalhe que esteja dando prejuízo.

Como fazer a Conciliação Bancária?

É importante realizar a conciliação em uma frequência que esteja de acordo com o fluxo de vendas da empresa. Isso pode ser semanal, mensal, semestral, indo de acordo o volume das operações.

É importante criar planilhas e documentar diariamente o saldo bancário e as movimentações de dinheiro, entrada e saída. Além disso, é importante manter o controle das datas nas quais são realizados os lançamentos

Ao achar qualquer tipo de divergência, é importante corrigi-la e documentar a causa dessa divergência.

O primordial é ter o hábito de guardar todos os registros de movimentações financeiras, como extratos bancários, notas fiscais, entre outros. Dessa maneira, caso você encontre alguma divergências em valores, é possível fazer a comprovação através desses registros.

Dessa maneira, realizando o controle e conferindo essas informações de acordo com a frequência determinada, a empresa mantém um fluxo de caixa e uma gestão financeira eficiente, e irá observar os resultados e benefícios de conciliar seus dados bancários.

Divergências Comuns

Durante o processo de conciliação, há alguns tipos de divergências que são mais comuns. Por exemplo: Lançamentos divergentes entre banco e controle interno.

Se houver divergência entre o lançamento do controle e o do banco, busque o documento original para descobrir de onde exatamente surgiu a informação errada.

É importante também lembrar que deve se considerar as diferenças causadas por ter emitido cheques e eles ainda não terem sido compensados.

Impostos dedutíveis de aplicações e empréstimos como o taxas bancárias, IOF e aplicações financeiras automáticas podem causar divergências por se tratarem de lançamentos não previstos pela maioria das empresas.

Os depósitos não identificados precisam de atenção extra, afinal são valores que, por não serem identificados, não podem ser conciliados. É importante manter o controle, pois pode se tratar de alguma antecipação, erro de transferência ou venda não computada.

O recomendado é que um deposito não identificado deve ser tratado como receita e assim ter todos os tributos que incidem sobre a venda. Identifique-os e trate de forma a resolver os problemas de identificação.

Automatização de Conciliação

Atualmente, é possível realizar conciliação de vendas de maneira automática, através de ferramentas especializadas em análise de informações.

O TrackCash é um sistema que faz a conciliação financeira de suas vendas através de marketplaces, meios de pagamento e frete. Acesse a GoTo Marketing e saiba como implementar em sua empresa.

Recommended Posts